Pular para o conteúdo

DINHEIRO ESQUECIDO: Novas regras de valores a receber do Banco Central. Confira!

  • por

O Banco Central determinou novas regras para o Sistema Valores a Receber (SVR), o famoso DINHEIRO ESQUECIDO em instituições financeiras devido a contas encerradas com saldo disponível ou a tarifas cobradas indevidamente, por exemplo.

Publicidade
DINHEIRO ESQUECIDO

O que é o Dinheiro Esquecido?

O dinheiro esquecido é uma iniciativa pelo Banco Central que contemplou benefícios para milhares de brasileiros. Mesmo que muitos cidadãos tenham recebido quantias mínimas de dinheiro, a expectativa para saber se tem algum recurso financeiro a ser resgatado é cada vez maior.

Em 2022, o Banco Central anunciou que iria liberar cerca de R$ 8 bilhões em dinheiro esquecido por pessoas físicas e jurídicas. Porém o BC disse que não liberaria toda essa quantia de uma vez, mas sim em duas fases.

Publicidade

Na primeira fase, 28 milhões de brasileiros receberam recursos do dinheiro esquecido. Em média, cada pessoa recebeu R$ 142,85.

Já a segunda fase ainda não ocorreu, não tem data oficial para início mas está próxima. Fique atento porque essa fase deve ter a liberação de R$ 4 bilhões em dinheiro esquecido.

O atraso se deve ao sistema do Banco Central que ainda está sendo aprimorado. A greve de servidores do banco, que terminou no último dia 5 de julho, também contribuiu para o atraso.

Quais as novas regras do Dinheiro Esquecido?

As novas regras trazem esperança e determinam que será possível resgatar a quantia de dinheiro esquecido em apenas um acesso ao banco. Na primeira fase, a pessoa precisava retornar ao sistema e agendar o saque do dinheiro, agora não mais.

Além disso, agora o Banco Central deve incluir novas fontes de recursos financeiros a receber o dinheiro e vai liberar quantias não sacadas e disponíveis da primeira fase.

O BC diz, em sua página do Valores a Receber, que em breve divulgará a data de reabertura do sistema para novas consultas e resgate dos saldos existente e informações sobre valores de falecidos. Fique atento e continue lendo.

A BC diz estar trabalhando em melhorias no sistema e na inclusão de novos valores que tem o potencial de ajudar a população. Em abril deste ano, o BC divulgou uma planilha em que detalha os maiores valores encontrados na primeira fase do Sistema Valores a Receber.

O maior valor encontrado foi de R$1 milhão e 625 mil, relativo às contas de depósito à vista e o volume de dinheiro esquecido não procurados de grupos de consórcio encerrados.

Como o BC já havia divulgado anteriormente, a maior parte das pessoas (13,9 milhões) tinha até R$ 1,00 em dinheiro esquecido.

Como resgato meu Dinheiro Esquecido?

DINHEIRO ESQUECIDO

O procedimento para ter o acesso liberado aos valores a receber deve ficar ainda mais fácil do que na primeira etapa de consultas do dinheiro esquecido. Na primeira fase era preciso consultar a página valoresareceber.bcb.gov.br e identificar a quantia e para o seu saque ainda precisava voltar para o site em uma data posterior.

Nesse caso, a data de retorno ao site dos valores a receber era agendada pelo próprio sistema. E, então, somente nesse dia, o cidadão era enfim liberado para pedir a transferência do dinheiro esquecido para a sua conta bancária atual, inclusive via PIX (pagamentos instantâneos).

O que mudou?

Mas agora houve uma mudança de regras. Agora quando for liberada a nova fase de consultas e pagamentos, o saque do dinheiro poderá ser requisitado logo no ato da consulta, exatamente de imediato. Ou seja, em resumo, o agendamento foi retirado do processo. Além disso, dessa vez, o Banco Central irá divulgar as informações sobre os valores a receber de cidadãos já falecidos.

Por fim, é muito importante lembrar que novas fontes de recursos financeiros vão ser incluídas na próxima etapa de consultas do dinheiro esquecido. Essas fontes de recursos estão apresentadas logo a seguir.

  • Cobranças indevidas de tarifas ou de obrigações de crédito que não estavam previstas no Termo de Compromisso
  • Contas de pagamento pré-paga e pós-paga que foram encerradas, mas com algum saldo disponível
  • Contas que foram encerradas em corretoras e distribuidoras de títulos, e de valores mobiliários
  • Outras situações que resultaram em valores a serem devolvidos, reconhecidas pelos bancos e pelas instituições financeiras

São muitas oportunidades para receber esse dinheiro esquecido, pois é natural que todos nós tenhamos esquecido algum valor no passado e isso vai se acumulando ao longo do tempo. Para conseguir o seu assim que for liberado, fique atento ao nosso site e confira os novos artigos sobre benefícios sociais.