Pular para o conteúdo

SALÁRIO MÍNIMO 2023: Qual o NOVO valor para 2023? Veja.

  • por

O salário mínimo é um dos valores mais amados e odiados pelos brasileiros. O valor dele afeta não só o dia a dia do trabalhador como toda a economia do país. Novas mudanças estão sendo previstas para o próximo ano.

Publicidade

Abaixo, saiba o que é o salário mínimo, conheça o seu histórico e qual o valor atual e a sua previsão para o ano de 2023

Salário Mínimo 2023
Dinheiro

O que é salário mínimo?

O salário mínimo é o menor valor por mês que um trabalhador pode ganhar. Presente na Constituição Federal, é um direito básico garantido por lei. Abrange todo o território nacional e inclui os trabalhadores urbanos e os rurais. Caso um trabalhador receba menos do que o salário mínimo, isso significa que o patrão não está cumprindo as regras e consequentemente cometendo um crime.

Qual o valor do salário mínimo atualmente?

Publicidade

Em 2022 o valor do piso nacional é de R$ 1.212, no Brasil. Em 2021, era de R$ 1.100. Já agora no próximo ano já existem previsões

Qual será o valor do salário mínimo em 2023?

O governo prevê que o salário mínimo para 2023 seja de R$ 1.302. Já foi aprovada pelo Congresso Nacional a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) do próximo ano. Ela serve como base para a Lei Orçamentária Anual (LOA). S

egundo a LDO, para 2023 o governo está prevendo um aumento no salário mínimo de R$ 90 em comparação a esse ano. Mas não fique muito animado, porque essa previsão indica que por mais um ano o salário mínimo é corrigido apenas pela inflação e na prática não há aumento real para o trabalhador.

Há também a chance em caso de reeleição de Bolsonaro, do ministro Paulo Guedes desvincular a correção do salário mínimo da inflação, ou seja, o valor pode ficar menor do que já ficou nesta gestão.

Como foi a evolução do salário mínimo no Brasil?

Desde a implementação do plano real em 1994 houveram mudanças. Mas o poder de compra varia bastante ao longo dos anos também. Veja a tabela:

  • 1994* – R$ 64,79
  • 1995 – R$ 100 (+42,8%)
  • 1996 – R$ 112 (+12%, sendo que a inflação do ano anterior foi de 22,4%)
  • 1997 – R$ 120 (+7,1%, sendo que a inflação do ano anterior foi de 9,5%)
  • 1998 – R$ 130 (+8,3%, sendo que a inflação do ano anterior foi de 5,2%)
  • 1999 – R$ 136 (+4,6%, sendo que a inflação do ano anterior foi de 1,6%)
  • 2000 – R$ 151 (+11%, sendo que a inflação do ano anterior foi de 8,9%)
  • 2001 – R$ 180 (+19,2%, sendo que a inflação do ano anterior foi de 5,9%)
  • 2002 – R$ 200 (+11,1%, sendo que a inflação do ano anterior foi de 7,6%)
  • 2003 – R$ 240 (+20%, sendo que a inflação do ano anterior foi de 12,5%)
  • 2004 – R$ 260 (+8,3%, sendo que a inflação do ano anterior foi de 9,3%)
  • 2005 – R$ 300 (+15,4%, sendo que a inflação do ano anterior foi de 7,8%)
  • 2006 – R$ 350 (+16,6%, sendo que a inflação do ano anterior foi de 5,6%)
  • 2007 – R$ 380 (+8,5%, sendo que a inflação do ano anterior foi de 3,1%)
  • 2008 – R$ 415 (+9,2%, sendo que a inflação do ano anterior foi de 4,4%)
  • 2009 – R$ 465 (+12%, sendo que a inflação do ano anterior foi de 5,9%)
  • 2010 – R$ 510 (+9,6%, sendo que a inflação do ano anterior foi de 4,3%)
  • 2011 – R$ 540 (+5,3%, sendo que a inflação do ano anterior foi de 5,9%)
  • 2012 – R$ 622 (+14,1%, sendo que a inflação do ano anterior foi de 6,5%)
  • 2013 – R$ 678 (+9%, sendo que a inflação do ano anterior foi de 5,8%)
  • 2014 – R$ 724 (+6,7%, sendo que a inflação do ano anterior foi de 5,9%)
  • 2015 – R$ 788 (+8,8%, sendo que a inflação do ano anterior foi de 6,4%)
  • 2016 – R$ 880 (+11,6%, sendo que a inflação do ano anterior foi de 10,6%)
  • 2017 – R$ 937 (+6,4%, sendo que a inflação do ano anterior foi de 6,3%)
  • 2018 – R$ 954 (+1,8%, sendo que a inflação do ano anterior foi de 2,9%)
  • 2019 – R$ 998 (+4,6%, sendo que a inflação do ano anterior foi de 3,7%)
  • 2020 – R$ 1.045 (+4,1%, sendo que a inflação do ano anterior foi de 4,3%)
  • 2021 – R$ 1.100 (+5,2%, sendo que a inf.flação do ano anterior foi de 4,5%)
  • 2022 – R$ 1.212 (+10,1%, sendo que a inflação do ano anterior foi de 10,1%)

*Em 1994 houve um segundo aumento durante o ano para R$ 70

**Em 2011 houve um segundo aumento durante o ano para R$ 545

Como o valor do salário mínimo afeta a vida do trabalhador brasileiro?

Os reajustes e decisões que se referem ao salário mínimo afetam diretamente o poder de compra do trabalhador brasileiro, principalmente os mais pobres e aqueles que não possuem benefícios atrelados ao pisomínimo nacional como os aposentados e pensionistas.

A perda de poder de compra das famílias traz uma série de reações em toda a cadeia de economia do país, afinal, menos pessoas comprando em lojas e supermercados faz com que o esabelecimento precise de menos funcionários, o que acaba influenciando na taxa de desemprego.

Por isso é importante que o valor do salário mínimo acompanhe a inflação, para que o trabalhador possa continuar comprando aquilo que precisa. Para ficar atualizado, basta seguir o nosso blog ou acessar o próprio site do Governo Federal


Para benefícios sociais que podem te gerar uma renda extra e um incremento no seu poder de compra, acesse o nosso blog abaixo.

Marcações: